É importante fazer uma limpeza de ar-condicionado do carro com freqüência?

Além de prejudicar a saúde, a falta de limpeza do ar-condicionado do veículo pode sair bem mais cara que a higienização simples recomendada

O calor típico do verão e da primavera transformou o ar-condicionado em um item indispensável para o dia a dia do brasileiro. Ele está presente em todos os lugares: no escritório, nos restaurantes, dentro de casa e, claro, nos carros. O uso contínuo, porém, pode trazer alguns problemas, principalmente se a limpeza do ar-condicionado não for feita com frequência.

Como funciona o ar-condicionado?

Antes de entender por que é tão importante manter o aparelho sempre limpo, é interessante entender exatamente de que forma ele funciona.

O princípio do ar-condicionado é o mesmo da geladeira. Veja:

Ruim para a saúde...

Quem tem ar-condicionado e não faz uma limpeza adequada regularmente pode estar inspirando fungos, vírus, bactérias e ácaros que se acumulam nos filtros do aparelho, além de poeira.

Para quem tem rinite, sinusite e outras doenças respiratórias, um ar-condicionado sujo é a receita certa para uma visita ao médico. Crises de asma e bronquite também são comuns em ambientes fechados e refrigerados que, além de tudo, são o local ideal para a proliferação de vírus responsáveis pela transmissão de doenças infectocontagiosas, desde as mais simples, como a gripe, até H1N1.

Casos de doenças graves, como pneumonia, também são possíveis, mas podem ser evitados com uma manutenção e limpeza frequentes dos filtros. Se você vive em uma grande metrópole e pega engarrafamentos com frequência, o ar-condicionado deixa de ser um artigo de luxo e se torna praticamente um item de segurança, afinal, não é seguro andar pela cidade com as janelas abertas. Além disso, respirar o escapamento dos carros à frente também não é nem um pouco agradável.

O ar-condicionado, nestes casos, pode vir a calhar. Mas você já parou para pensar na quantidade de quilômetros que você percorre com o carro todos os dias? Agora, imagine o tanto de poeira que os filtros do ar-condicionado do seu carro devem acumular. Se você não limpá-los ou trocá-los com a frequência necessária, o aparelho à

s vezes pode atrapalhar mais do que ajudar.

Por isso, sempre que puder, abra as janelas e deixe o ar de fora entrar. Além de arejar o ambiente interno do carro e expulsar micro-organismos presentes no ar, você também economiza combustível.

...e ruim também para o bolso

A poeira que fica acumulada nos filtros do ar-condicionado também dificulta a entrada do ar para ser refrigerado e torna o processo mais demorado. Quando isso acontece, o aparelho precisa ficar ligado mais tempo – e às vezes numa potência mais alta – para conseguir refrigerar o ambiente interno do carro. Logo, gasta muito mais combustível do que deveria.

Há quem argumente que a manutenção do ar-condicionado é muito cara. De fato, o custo do serviço não é dos mais baratos. Geralmente, a troca do filtro junto com a higienização sai de 30 a 60 reais, embora possa custar um pouco mais em carros com sistema de ar-condicionado mais complexo e que demande mais tempo de mão de obra.

Esta, porém, é uma despesa necessária não só para a saúde, como já comentamos acima, como também para evitar prejuízos financeiros.

Se o ar-condicionado do carro ficar muito tempo sem a limpeza recomendada, o acúmulo ainda maior de poeira e micro-organismos pode fazer o custo da manutenção passar de R$1 mil.

Como é feita a limpeza do ar-condicionado?

Para limpar os filtros do ar-condicionado, geralmente usa-se um spray que mata os fungos e bactérias acumulados na tubulação, mas em casos de muita sujeira, somente a higienização superficial não é suficiente. Às vezes, é necessário desmontar o painel do carro para chegar até o evaporador – que é o que mantém o

ar gelado – e limpar todas as peças.

O spray pode ser adquirido em qualquer loja especializada e pode ser aplicado em casa. Alguns especialistas, porém, alertam que a eficácia e a durabilidade do spray não se comparam a uma higienização completa, por isso o ideal é fazer ambos: limpar as saídas de ar com frequência e trocar os filtros na revisão, com a ajuda de um profissional.

Quando fazer a limpeza do ar-condicionado?

A limpeza do ar-condicionado do carro sem dúvidas é importante, mas ela não precisa ser feita a cada 15 dias, como algumas oficinas costumam recomendar. É claro que não deixar a sujeira se acumular é essencial – tanto para a saúde quanto para o bolso, como vimos acima –, mas, como não existe uma quilometragem exata para a substituição dos filtros, especialistas recomendam que eles sejam limpos ou trocados pelo menos a cada revisão.


CTA